[PR]Ratinho Junior copia Bolsonaro e anuncia retenção de verbas de universidades estaduais

Com informações de Gazeta do Povo. Como nos colocamos em relação ao corte de verbas do MEC para as federais, “não é possível haver independência por parte das universidades, seja acadêmica, pedagógica ou política, se não houver recursos para o seu próprio funcionamento. Fica latente, portanto, o interesse na precarização e no fechamento” delas. Repudiamos o ataque as universidades, e reiteramos que o caminho que devemos seguir é a de um movimento estudantil independente, que crie uma unidade com os professores e funcionários para travar uma luta decisiva em defesa do nosso direito a uma educação pública, gratuita e autônoma.

No mesmo dia em que as principais capitais do país registraram protestos contra o corte de recursos para universidades federais, o governador do Paraná Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) anunciou que vai estabelecer um modelo de repasse de verbas a partir de meritocracia em relação às instituições estaduais.

Em vídeo, o governador falou sobre a necessidade de contingenciamento de recursos, reclamou da despesa alta por aluno e disse que vai estabelecer um modelo de repasse de verbas a partir de meritocracia, considerando a eficiência de gestão de cada universidade.

“Existe um orçamento e vai ser respeitado. O que nós estamos construindo com os reitores de todas as universidades é um modelo de gestão mais eficiente. Não pode um aluno da área pública custar o dobro da área privada. Tem que ter explicações sobre isso. O dinheiro é da população. À medida que nossas universidades vão dando transparência, vão ganhando credibilidade e, automaticamente, recebem mais dinheiro”, declarou o governador, que ainda continuou. “Estamos construindo isso com os reitores, para que possa melhorar o desempenho. Não pode gastar quase 100% em folha, e isso é gestão. Nós vamos cobrar eficiência. A universidade que fizer uma boa gestão vai receber mais dinheiro. Vai ser por meritocracia.”

Segundo os reitores das estaduais, o contingenciamento de recursos já começou e pode prejudicar atividades no início do próximo semestre. Por enquanto, o assunto estava sendo tratado internamente, na expectativa de uma reversão, mas alguns já alertam que poderiam ter dificuldades de pagar as contas a partir de julho ou agosto.

Na prática, as sete universidades estaduais já estão passando por duas formas de retenção de verbas e há a previsão de que novos critérios para o repasse de recursos sejam estabelecidos em breve. Nas primeiras semanas da gestão Ratinho Junior, os reitores foram informados de que 20% do orçamento seria contingenciado. Além disso, o governo decidiu aplicar a Desvinculação da Receita de Estados e Municípios (DREM), a lei complementar 93, de 2016. Pelas regras, o governo tem direito a ficar com 30% das receitas próprias das universidades – arrecadação que vem de taxas de vestibular, da cobrança de serviços e até do repasse do SUS para os hospitais universitários.

Segundo a presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público (Apiesp), Fátima Aparecida Cruz Padoan, o bloqueio pela DREM representaria R$ 60 milhões retidos das universidades. Os reitores consultados pela reportagem destacaram que não são contra a um sistema de avaliação, desde que seja baseado na lógica da excelência universitária. A presidente da entidade destacou ainda que o diálogo está aberto com o governo e que o fato de o atual superintendente de Ciência e Tecnologia, Aldo Bona, já ter sido reitor dá tranquilidade de que os problemas reais das instituições serão considerados.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s