Trabalhadores aderem a Greve Geral de 14 de junho

Com informações de andes.org.br e anovademocracia.com.br

Operários de fábricas de automóveis e trabalhadores em transportes de todo país decidiram aderir à Greve Geral do dia 14 de junho contra a reforma da Previdência, em defesa da Educação e contra o desemprego. A adesão dos últimos foi anunciada durante o lançamento da Frente Parlamentar Mista dos Trabalhadores em Transportes, na quarta-feira (5), na Câmara dos Deputados.

Aeroviários, aeroportuários, portuários, motoristas e cobradores rodoviários, além de metroviários e ferroviários param nesta data. Além de motoristas de moto, frete, táxi, carga em geral e de aplicativos.

plateia

 

Os motivos para a adesão foram especificados em uma carta, entregue pelos trabalhadores durante a solenidade. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/19, da contrarreforma da Previdência, e as Medidas Provisórias que atacam o movimento sindical são citados.

Os trabalhadores se comprometem em “participar da Greve Geral convocada por todas as Centrais Sindicais e garantir que o Brasil vai parar em defesa dos direitos previdenciários”, diz um trecho do documento

Sindicato_dos_Metrovirios_de_SP
Sindicato dos Metroviários de São Paulo

Raquel Dias, 1º tesoureira do ANDES-SN, participou do lançamento e informou aos presentes a situação da Educação pública no país. “A educação já passa por um cenário de precarização, com professores recebendo baixos salários e enfrentando uma onda de violência nas instituições de ensino. E o governo corta recursos destinados à Educação. Para completar esse cenário o governo ainda quer destruir o direito à aposentadoria e o futuro de trabalhadores”, disse.

A diretora afirmou aos trabalhadores que no dia 14 de junho, os docentes se unirão a Greve Geral em defesa da educação, da aposentadoria e do transporte de qualidade. “Nós, professores, fizemos a nossa tarefa nos dias 15 e 30 de maio parando milhões de trabalhadores da educação e jovens de todo o país. Agora, os trabalhadores em transportes darão um grande exemplo, no dia 14 de junho, parando as atividades para derrotarmos a reforma da Previdência e esse governo que pretende acabar com as nossas vidas”, completou.

Metalurgicos_Greve_Geral_14_de_junho
Operários da Volks aprovaram Greve Geral em 14 de junho.

Operários de São Paulo também aderiram ao chamado da Greve Geral. Segundo informações divulgadas por centrais sindicais, já ocorreram assembleias de aprovação da Greve em fábricas da Volkswagen, Nakata Automotiva, Movent Automotive, Dana, Evacon, Asbrasil, Frabrimold, Metalúrgica Paschoal, Belden e Soma. Nesta terça, trabalhadores da Rassini também aderiram. Durante a semana, as mobilizações prosseguem na Autometal,  Usimatic, Metalpart, ZF do Brasil, Caldex, Otis e Toledo. A expectativa é que 71 mil metalúrgicos parem e nenhuma fábrica do ABC funcione na Greve Geral.

O ANDES-SN, em decisão congressual neste ano, aprovou a construção de uma Greve Geral em defesa da Educação e para barrar os ataques aos direitos da população. Docentes estão realizando assembleias para deliberarem a participação no próximo dia 14.

Metroviarios_de_Recife_aprovam_greve
Metroviários de Recife aderem à Greve Geral de 14 de junho.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s