[PR]Greve Geral em Curitiba: Massas impedem prisão de manifestantes!

O dia da greve geral em Curitiba foi marcado por manifestações combativas, piquetes em fábricas e garagens de ônibus e trancamentos de rodovia. Os manifestantes, mesmo diante da desmobilização das centrais sindicais, se colocaram bravamente nas diversas lutas que ocorreram, mostrando muita disposição para estar na linha de frente organizando suas trincheiras de combate!

Foto_da_Greve_Geral_Curitiba_14j_2

O primeiro ato se iniciou às 11 horas no Palácio do Iguaçu (sede do Governo Estadual), tendo cerca de cinco mil pessoas, principalmente professores e servidores municipais e estaduais. As centrais sindicais tentaram realizar um tipo de aula pública esvaziada. Uma parte da massas, no entanto, não contentes com o marasmo, decidiu realizar panfletagens para todos, agitando e propagandeando faixas e palavras de ordem em torno da denúncia das forças armadas reacionárias e do papel do Estado, que sempre atende aos interesses das multinacionais. A Greve Geral de Resistência Nacional foi constantemente propagandeada e sua preparação vem se tornando cada vez mais concreta.

Foto_da_Greve_Geral_Curitiba_14j_5

O ato do Comando de Mobilização Geral da UFPR marcado para as 17:30 na mesma praça teve o comparecimento de cinco mil pessoas que na sua maioria eram jovens estudantes. A ExNEPe esteve presente empunhando a sua bandeira e comparecendo em um bloco com estudantes de química, filosofia, ciências sociais, psicologia e principalmente pedagogia. Novamente, diversos estudantes de Pedagogia colaram cerca de 200 lambes propagandeando a luta pela educação pública e gratuita e a Greve Geral de Resistência Nacional.

A Polícia Militar desta vez estava mais preparada e tentou diversas vezes perseguir os estudantes que estavam realizando a colagem – o que dificultou um pouco a ação – mas ainda assim os jovens combativos fizeram de bobo esses soldadinhos de chumbo.

IMG_0312

No ato, blocos combativos queimaram as bandeiras de Israel e dos Estados Unidos enquanto gritavam “Yankees, Go Home!”, “Fora Ianques da América Latina!” e “Fora de Gaza, Israel Fascista!”, o que levou à perseguição de dois estudantes do bloco pela PM, a qual tentou captura-los utilizando a justificativa de que “estavam com gasolina” e depois mentindo que “os black bloc haviam roubado um celular”. Milhares de pessoas protegeram os dois jovens e cercaram a Polícia sob os gritos de “Polícia fascista, Estado genocida!”, mesmo diante dessa grave situação policialesca, representantes da UNE/UBES pediram no seu carro de som para que todos se abaixassem para que a polícia conseguisse prender um dos jovens manifestantes. As lideranças desse velho movimento estudantil ressaltavam que o ato deveria ser pacífico e alegavam que a polícia estava “apenas realizando o seu trabalho”, usando esse discurso para justificar a perseguição e repressão do movimento estudantil, atuaram claramente em conluio com a Polícia Militar.

Apesar disso, fica cada vez mais claro para todos, diante do acirramento das lutas sociais e popular do país, qual o caminho que devemos tomar em nosso movimento. A prática mostrou mais do que mil discursos ao que nos leva esse antigo movimento estudantil. As massas preferem a luta e repudiam o imobilismo, que não tem trazido nenhuma grande vitória nos últimos anos, pelo contrário, tem desmobilizado e servido de camisa de força. Para enfrentar os ataques do governo militar e a retirada de direitos, só um movimento estudantil independente e combativo será capaz de derrotar a “reforma” da previdência e os ataques à educação! Esse dia de greve geral foi apenas o começo, pois se atiça e se constrói uma Greve Geral de Resistência Nacional que será um gigantesco turbilhão em Curitiba!

Foto_da_Greve_Geral_Curitiba_14j

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s