Congo: Polícia tenta encerrar protesto contra aumento de tarifas universitárias e é combatida pelos estudantes

Repercutido de A Nova Democracia

Na universidade de Kinshasa, no Congo, ocorreram fortes enfrentamentos entre as forças da repressão e estudantes que protestavam contra o aumento do valor das tarifas escolares na universidade. A ocasião, que resultou na morte de um policial, não teve sua data divulgada precisamente pela imprensa local, mas as “autoridades” anunciaram que retirariam à força os estudantes da universidade no dia 7 de janeiro, após o confronto.

Os confrontos ocorreram devido ao aumento da tarifa, que causou revolta nos estudantes. A polícia, por sua vez, tentou esmagar a indignação com violência e foi respondida pelos jovens. Após o confronto, a polícia lançou um ultimato para que os estudantes evacuassem o campus dentro de 48 horas, e afirmou que “qualquer estudante encontrado no campus a partir do dia 9 será considerado um infiltrado, inimigo da república, em ligação com bandidos”.

Alguns estudantes começaram a evacuar as residências estudantis, e de acordo com a imprensa congolesa, uma grande parcela dos estudantes não mora na capital e por conta disso ficará sem local de moradia.

Os estudantes protestavam contra o preço abusivo das tarifas na universidade, que é cobrado proporcionalmente ao preço do dólar, que subiu de 920 francos (moeda congolesa) para 1,7 mil francos. Com isso, a tarifa, que antes se cobrava 253 mil francos (equivalente a 150 dólares), agora passa a custar 485 mil francos (equivalente a 287 dólares).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s