Carta-Convite ao FoNEPe Especial – Encontro Online

Inscreva-se

A Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia (ExNEPe) convida as entidades de pedagogia, os estudantes de pedagogia, licenciatura e pós-graduação, professores, educadores, pesquisadores em educação, ativistas e militantes em defesa do ensino público de todo o país para participarem do seu Fórum Nacional de Entidades de Pedagogia Especial (FoNEPe Especial), que será realizado excepcionalmente de forma VIRTUAL, via transmissão fechada no YouTube – devido a quarentena em decorrência da pandemia do Covid-19 – nos dias 1 e 2 de maio.

Entendemos que nesse momento em que vivemos de aprofundamento da crise geral do capitalismo em nosso país, agravada com a crise sanitária em decorrência da pandemia do novo coronavírus, nós estudantes de pedagogia, licenciatura, professores, educadores, ativistas em defesa do ensino público temos o dever de não nos apartarmos da discussão político-educacional. Precisamos, mais do que nunca, debatermos acerca dos acontecimentos recentes, suas consequências na situação política nacional e internacional, e principalmente, como isso afeta a educação pública e gratuita em nosso país.

Com a publicação da Portaria nº 343, de 17 de março de 2020, o MEC autorizou em caráter excepcional a substituição das disciplinas presenciais em andamento por aulas que utilizem meios e tecnologias de informação e comunicação por ensino a distância. Ou seja, o MEC tenta ocultar seu ataque a educação pública e gratuita com a desculpa de solucionar o problema da suspensão das aulas em decorrência da pandemia do covid-19. A oferta de Ead, em caráter excepcional, abriria precedente para o que de fato é o objetivo do MEC: transformar a excepcionalidade em regra. O EaD reduz o papel do docente em sala de aula a mero tutor, representa o fim do debate de idéias que ocorre no espaço de sala de aula e outros ambientes da universidade. Sem o debate de idéias – pressuposto fundamental da elaboração científica, independente da área, exatas ou humanas – reinará uma única linha de pensamento, linha essa em total submissão aos mandos e desmandos do Governo Federal/Banco Mundial. É nisto que reside o pragmatismo. O fim da produção científica nacional. O conhecimento desenvolvido nas universidades brasileiras a serviço dos monopólios internacionais. A ofensiva na ampliação do Ead soma-se aos recentes ataques a nossa já frágil autonomia universitária, expressos nas intervenções em reitorias, como na UFGD, UNIRIO e UFMT; projetos como o “Future-se”.  

O controle ideológico dos estudantes e professores é o carro chefe dos ataques do MEC/Bolsonaro/Generais, a mando do Banco Mundial. A BNC da Formação de Professores é um claro instrumento criado para formar professores incapazes de refletir sobre as mazelas dessa sociedade. Além de fiscalizar política e ideologicamente aqueles profissionais em educação que contestarem a ordem vigente e lutarem contra ela. Querem transformar as universidades em espaço de difusão de sua ideologia obscurantista, através de um ensino pragmático, mercadológico e anticientífico. Não podemos permitir que destruam o ensino superior público! É nosso dever defender o caráter científico das universidades brasileiras. Urge defender as universidades públicas da privatização e do obscurantismo e levantar a bandeira do ensino público, gratuito, democrático e a serviço do povo. A crise sanitária em decorrência da pandemia do Covid-19 expressa a importância da defesa da ciência nas universidades e, principalmente, da necessidade de que estas tenham o compromisso com o povo e a nação como sua bandeira.

Por isso, precisamos elevar nosso debate em meio à crise geral do capitalismo, agravada com a crise sanitária, situação essa que afeta principalmente a população mais pobre que precisa recorrer ao sucateado sistema de saúde pública, que nem mesmo tem saneamento básico. População essa que tende a se levantar em grandes lutas, cada vez mais combativas, contra os ataques a seus direitos e ao aumento da miséria e exploração. E é nosso dever nos somarmos ao povo em luta, reafirmando nosso caráter classista. É nosso dever defender a universidade e as escolas e colocá-las a serviço das lutas populares do nosso país.

Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia –  ExNEPe

Baixe os cartazes em PDF: vertical e horizontal.

2 comentários sobre “Carta-Convite ao FoNEPe Especial – Encontro Online

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s