Caped Zenildo Gomes da Silva (UNIR) se posiciona contra o EaD!

Em nota os estudantes de pedagogia da UNIR tomaram posição contrária a implementação do EaD em sua universidade e curso, que está se dando, uma vez mais, de forma antidemocrática.

Os estudantes denunciam que a “pesquisa” realizada pela universidade para determinar a viabilidade das aulas remotas é superficial e anticientífica. A pesquisa foi conduzida de forma online, o que imediatamente já exclui todos aqueles que não tem acesso às redes, e fora dos padrões adequados uma vez que se vinculou por whatsapp e não por canais oficiais da universidade. Além do mais os estudantes questionam a própria validade dos dados obtidos uma vez que era possível que uma pessoa respondesse mais de uma vez ao questionário, o que abre a possibilidade para fraudes.

A pesquisa conclui, de maneira branda, que o único empecilho para a implementação das aulas remotas é o acesso digital dos estudantes, o qual admitem ser limitado, todavia o que ressalta o CAPED é que este, embora um ponto importante, não é o principal. Para os estudantes trata-se de uma contradição a implementação a qualquer custo do EaD para “solucionar” o problema das aulas enquanto que muitos estudantes estarão impedidos ou não terão as ferramentas corretas para o estudo, dadas as consequências que a pandemia e a ingerência do governo tem causado na população, com impactos para a organização do trabalho, da família e da saúde mental de muitos alunos, além do fascínio privatista causado pelo EaD nos grandes tubarões da educação que a tempos tentam penetrar na universidade por meio desta modalidade de ensino. O EaD ao invés de representar uma solução acarretaria mais problemas à universidade.

Ademais de que o departamento de educação esteja corroborando com a implementação do EaD na Pedagogia, o CAPED conclui com um chamado todos, tanto professores quanto estudantes e técnicos para que se unam em defesa da universidade pública e a serviço do povo e contra as chantagens e manipulações do MEC para implementar o EaD. Nas palavras do CAPED: “… A universidade e a Pedagogia devem andar aliados ao povo e não à velha ordem que continua com a exclusão e o genocídio! Neste momento devemos exigir recursos para continuarmos nossas pesquisas e nossos projetos de extensão, colocarmos cada um desses serviços como serviços a serem oferecidos para o povo!”

A nota pode ser lida na íntegra aqui:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s