Inscrições abertas para o 26º Encontro Paranaense de Estudantes de Pedagogia!

A Executiva Paranaense de Estudantes de Pedagogia (ExPEPe) convida as entidades e estudantes de pedagogia, licenciatura, pós-graduação, professores, pesquisadores em educação, ativistas e militantes em defesa do ensino público de todo o estado para participarem do seu 26º Encontro Paranaense de Estudantes de Pedagogia (EPEPe), que será realizado PRESENCIALMENTE no dia 04 de Outubro, no Colégio Estadual Santos Dumont, localizado na Rua Rio Grande do Sul 1800, em Curitiba/PR.

O EPEPe é um encontro estadual de caráter político, científico e cultural organizado pela ExPEPe com o intuito de congregar entidades de estudantes de pedagogia e demais interessados de todo o estado do Paraná para debater o atual cenário da educação brasileira, bem como a luta para defender o ensino público e gratuito. O 26º EPEPe terá como tema: Em defesa do ensino público gratuito: Barrar a imposição do Ead impulsionando o boicote! Em defesa do direito de ensinar, estudar e aprender!

Com a publicação da Portaria nº 343, de 17 de março de 2020, o MEC autorizou em caráter excepcional a substituição das disciplinas presenciais em andamento por aulas que utilizem meios e tecnologias de informação e comunicação por ensino a distância. Com a desculpa de solucionar o problema da suspensão das aulas presenciais em decorrência da pandemia do covid-19, o MEC aproveita do momento para “passar a boiada” da privatização do ensino público, que ganha impulso com o avanço da imposição da Ead, tornando esta a principal modalidade de ensino nas universidades brasileiras.

A implementação da Ead no ensino superior brasileiro não se inicia agora, mas nos anos 90, particularmente com a Lei de Diretrizes e Bases para a Educação (LDB 9394/96), que oficializa a Ead como parte da política educacional do país, atendendo às recomendações do Banco Mundial e Unesco. Desde então, o crescimento desta modalidade é exponencial, como expressam os dados do Inep: entre 2006 e 2016 o Ead cresceu 398% na rede privada e 116,83% na rede pública.

Do ponto de vista pedagógico a modalidade de ensino à distância oferece uma formação aligeirada e tecnicista, minimizando a relação indissociável entre teoria e prática do processo de ensino-aprendizagem. A EaD reduz o papel do docente em sala de aula a mero tutor, representa o fim do debate de ideias que ocorre no espaço de sala de aula e outros ambientes da universidade. Sem o debate de ideias – pressuposto fundamental da elaboração científica, independente da área, exatas ou humanas – reinará uma única linha de pensamento, linha esta em total submissão aos mandos do Governo Federal/Banco Mundial. É nisto que reside o pragmatismo.

A imposição da Ead no ensino público representa um crime contra o direito do nosso povo de ensinar, estudar e aprender, pois o que estão fazendo não é ofertar atividades remotas complementares e sim substituir o ensino presencial, já que a Ead tem contado como carga horária letiva, tanto no ensino básico como no ensino superior.

A crise sanitária expôs o descaso sistemático do governo e o sucateamento da saúde pública. O povo está morrendo pela falta de hospitais, respiradores, remédios, testes. Mais do que nunca é papel da universidade pública defender a ciência e, principalmente, colocá-la a serviço da população empobrecida – quem mais tem sofrido com a pandemia – assumindo assim um compromisso com o povo e a nação.

É nosso dever elevar o debate acerca da crise geral do capitalismo, agravada com a crise sanitária e da ofensiva privatista no ensino público. Precisamos discutir e propor um caminho para as universidades públicas, pois diferente do que afirmam, a Ead não é a única alternativa para o momento. Pelo contrário, o único caminho que nos resta é a luta incansável, com unhas e dentes, em defesa do ensino público e gratuito. Para isso, precisamos quebrar os muros das escolas e universidade e levarmos a luta para o campo presencial. O povo ao redor do mundo tem mostrado que não só é possível como necessário ir às ruas e lutar por seus direitos e melhores condições de vida, mesmo em meio à pandemia. Cumpramos o nosso dever de defender a universidade e as escolas e colocá-las a serviço do povo.

Do funcionamento:

Por conta da pandemia do covid-19 o EPEPe terá limite de participantes. Sendo assim, pedimos que aqueles que desejam participar do encontro preencham com antecedência o formulário de inscrição disponível em : https://forms.gle/1qEZ4wEYHCjWZzvt5 e aguarde confirmação da inscrição via email.

A inscrição pode ser feita em três modalidades:

MODALIDADE 1 (R$30,00) – incluí alimentação (almoço) conforme programação do evento, kit credenciamento e certificação de participação no evento;

MODALIDADE 2 (R$10,00) – incluí kit credenciamento e certificação de participação no evento;

MODALIDADE 3 (isenção) – incluí kit credenciamento e certificação de participação no evento (mediante inscrição prévia pelo site e apresentação do NIS durante o credenciamento do evento);

O pagamento será realizado durante o credenciamento (04 de outubro, das 09h00 às 10h00), apenas em dinheiro.

Executiva Paranaense de Estudantes de Pedagogia

Curitiba, 25 de setembro de 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s