[SP] Estudantes de Ribeirão Preto criam grupo para colocar a universidade a serviço do povo!

O Brasil está passando por uma pandemia, porém muito das mortes não foram causadas pelo COVID-19, e sim pelo descaso governamental com a população. O governo marginalizou a população, deixou-a “jogada” em meio a uma crise sanitária, negou o vírus e não mexeu um dedo para ajudar o povo nesse momento que ele mais precisou. Um absurdo!

Em meio a pandemia, a universidade virou as costas para a população e também para seus alunos e trabalhadores. Colocou como necessário continuar, a qualquer custo, o ano letivo, como se o povo não estivesse morrendo por um vírus, como se seus alunos e trabalhadores não estivessem passando por problemas e com a saúde mental totalmente destruída.

Nesse momento de crise sanitária a universidade deveria estar a todo vapor ajudando a população, produzindo álcool em gel, sabões, EPIs e distribuindo alimentos e produtos de higiene. Mas, não foi isso que aconteceu. Aproveitou da crise para avançar o sucateamento da educação pública (implementando a EaD), a privatização da universidade e para aumentar, ainda mais, os muros da universidade.

Diante dessa situação, um grupo de estudantes da universidade de São Paulo – USP, seguindo o plano de lutas da ExNEPE, desenvolveu o Grupo de Trabalho popular, Pedagogia em Ação!, e está indo até a população para dar todo o apoio possível nesse momento de crise e do esquecimento do governo e das universidades com o povo.

Em resposta a frase, “O Ensino Remoto é a única solução” os alunos responderam, “Não é a única solução, valorizar o tripé: ensino, pesquisa e extensão, derrubando os muros da universidade servindo ao povo do campo e da cidade. Contra a EaD, colocando-se a disposição das massas.”

Os alunos envolvidos no G.T. fizeram uma série de visitas ao bairro Salgado Filho I na cidade de Ribeirão Preto – SP, perguntando aos moradores como eles estavam nesse momento de pandemia? Se os alunos secundaristas estavam conseguindo estudar em EaD? Se tinha algum posto de saúde para atender a população? Houve uma resposta em comum entre os moradores: “Aqui é um bairro esquecido. Não temos nada. Não tem posto, não tem creche, não tem praça, não tem asfalto e as vezes falta água.”.
As mortes não foram só por causa do COVID-19, muitas foram causadas pelo descaso do velho estado brasileiro.

E no Domingo (22/11), os alunos e alunas que compõem o G.T. Pedagogia em Ação!, com apoio da Frente Estudantil Contra a EaD USP-RP, colocaram em prática seu primeiro projeto. Distribuição gratuita de sabões caseiros, produzidos pelos próprios alunos, e com a organização de um Bazar comunitário. O bazar e a distribuição dos sabões aconteceu dentro da única escola do bairro, que contou com a presença da diretora.

O G.T. está dando aulas de reforço para algumas famílias do bairro e o próximo passo é a estruturação do projeto de aulas de reforço, junto com a escola e a comunidade, e de continuação das atividades de ajuda sanitária.

O G.T. Pedagogia em Ação!, convoca todos os estudantes, professores e técnico-administrativos a se juntarem na luta para derrubar os muros da universidade, ajudando a população nesta crise sanitária. Colocando a Universidade a serviço do povo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s