[DF] Estudantes da UnB realizam ato na reitoria em defesa da Assistência Estudantil

Repercutido de A Nova Democracia

Na manhã do dia 27 de janeiro, estudantes da graduação e da pós-graduação da Universidade de Brasília (UnB) estiveram presentes no prédio da Reitoria num ato em defesa da Assistência Estudantil. A manifestação reivindicava a priorização da permanência estudantil na gestão da reitoria e principalmente a garantia do pagamento dos auxílios-alimentação de fevereiro para os estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, que ainda vivem incerteza quanto a esse pagamento.

Apesar dos cortes no PNAES previstos no Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2021, os estudantes reivindicam uma postura coerente da reitora Márcia Abraão, eleita com discursos progressistas. Segundo a Assessoria de Imprensa da Reitoria, em entrevista concedida ao jornal do monopólio de imprensa Correio Braziliense, o último pagamento para o edital do semestre 1/2020 (que se encerrou em dezembro) foi pago em janeiro e que um novo edital será aberto para contemplar os calouros do próximo semestre letivo, que se inicia em fevereiro. Também foi dito pela Assessoria que os recursos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) vêm diminuindo ao longo dos anos, o que compromete o pagamento deste e dos demais auxílios.

Durante o ato, os estudantes colaram cartazes no prédio e realizaram discursos. Em sua fala, uma estudante disse: “Sabemos que as verbas de assistência estudantil são as primeiras a ser cortadas” e completou: “Os 10 semestres de assistência são um direito conquistado pelos estudantes da UnB e devemos garantir esse direito!”.

Outro problema relativo à permanência estudantil é o dos moradores da Casa do Estudante Universitário (CEU), que devido às fortes chuvas ocorridas na Asa Norte no dia anterior (26) relataram estar sem água e sem internet na localidade. Nesse período de pandemia, os estudantes que moram na CEU pedem acesso ao Centro Olímpico da UnB, localizado em frente ao prédio da moradia estudantil, como alternativa de lazer de forma a contribuir com a saúde mental dos estudantes, e por enquanto têm o acesso negado.

Ao fim do ato, os participantes saíram pelas rampas e pelo vão debaixo do prédio gritando palavras de ordem, como: Reitoria, priorize a assistência!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s