[RN] Fraude no processo de eleição para Coordenação do Curso de Direito escancara a falta de democracia universitária

Recentemente, ante a eleição para a coordenação do curso de direito na UFRN, um processo deveras forjado na fraude e na exclusão da já quase inexistente participação estudantil em deliberações administrativas de IES tomou conta, onde fora elaborado sem nenhuma comunicação com o Centro Acadêmico (detalhe: com um estatuto que exige pelo menos um membro do C.A para tomar rédeas do processo eleitoral para coordenação), escolhendo um integrante que jamais fora comunicado ou sequer chamado para nenhuma reunião deliberativa como parte dessa única cadeira e enviando documentos que precisariam da assinatura de integrantes do C.A (segundo o mesmo estatuto) sem as respectivas assinaturas.

Essa medida diante de um estado marcado por intervenções como as da UFERSA e do IFRN, mostra o quão deplorável é o estado que se encontram nossas instituições de ensino, precisando mais do que da participação ativa de um movimento estudantil combativo, que tome rédeas com posições coerentes com os estudantes e com o nosso povo. É preciso de um movimento estudantil que exponha quanto a: 1- A pandemia não ser nenhum sinônimo de imobilismo, os direitos que não tínhamos antes continuamos sem ter atualmente; 2- É extremamente benéfico para o atual governo que nos mantenhamos em total imobilismo, pois eles desde sempre estiveram contra a democracia universitária, então por que hoje, com um exclamado programa de genocídio contra nosso povo seria diferente? – e também mais não menos importante -; 3- Não há e nem nunca houve no nosso país um exercício coerente da participação estudantil nos processos administrativos das universidades.

Isso expõe a necessidade de conclamarmos que mesmo em momentos de extrema necessidade, precisamos expor os absurdos que continuamos vivenciando contra a educação brasileira, como o projeto de Educação a Distância por exemplo, uma imposição política (não uma necessidade) que claramente é fracassada nos mais diversos níveis e como todas as intervenções, que continuam se beneficiando do imobilismo proposto pelo movimento estudantil oportunista na pandemia para benefício de suas intervenções, cortes, privatização e etc… Fazendo a luta contra qualquer retirada de nossos direitos como estudantes ser, sem distinções, a mesma luta contra o projeto da educação a distância.

PELO CANCELAMENTO DO ENEM E REALIZAÇÃO DE NOVAS PROVAS!

PELO CANCELAMENTO DO ANO LETIVO DE 2021!

CONTRA A IMPOSIÇÃO DA EAD: BOICOTAR O ENSINO REMOTO!

COLOCAR AS ESCOLAS E UNIVERSIDADES A SERVIÇO DO POVO!

VACINA PARA O POVO JÁ!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s