Trajetória Vitoriosa de Lutas dos Estudantes de Enfermagem de Paranavaí Conquista Aulas Presenciais!

No dia 17 de maio, estudantes de enfermagem da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), do campus da cidade de Paranavaí, conquistaram o direito de realizar (e assim o fizeram) aulas práticas presenciais de seu curso.

Esse fato não foi fortuito ou por acaso, mas fruto de dura luta de meses em favor das aulas presenciais para a saúde, combinando a luta pela necessidade da formação de qualidade para os estudantes e da necessidade da formação de profissionais de saúde para servir ao povo nessa dura época de pandemia, que exige quantos bons enfermeiros e trabalhadores habilitados na área.

Inicialmente como noticiado pelo site da Exnepe, a direção da UNESPAR através do Estado impedia o retorno presencial através da não compra dos insumos e EPI’s estritamente necessário para que o retorno seguro acontecesse. Tal atitude era um ataque à formação dos alunos de enfermagem e ao nosso próprio povo, em contexto de pandemia, dado que muitos enfermeiros da região tinham sido formados no próprio campus da universidade.

O Centro Acadêmico de Enfermagem, gestão Wanda Horta, apoiado pelo movimento estudantil local e pela coordenação do curso, no dia 24 de fevereiro se alçou à luta, iniciando uma campanha por arrecadação de doações de para a compra EPI’s e insumos.

A campanha arrecadou até agora mais de R$3.000,00, o que possibilitou a compra de jalecos descartáveis, “face shields” e outros EPI´s por meio do CA. Como parte da mobilização e arrecadação aconteceu através de um evento científico online no mês de março e que também contribuiu na formação dos acadêmicos. Isso deixa claro o seguinte recado: o povo consegue tudo através de sua organização, sua mobilização e sua luta.

Além disso, se mostrava necessário a elaboração de um protocolo interno de biossegurança, normatizando as condições sanitárias que possibilitariam o retorno presencial em segurança de acordo com a infraestrutura do campus. Protocolo esse onde estudantes que compõem a atual gestão do C.A fizeram parte de toda elaboração e estão presentes também na fase de avaliação prática desse protocolo.

O resultado da mobilização é essa grande conquista: retorno das aulas práticas de 3 turmas de enfermagem, do 1°, 2° e 3° ano, com 10 alunos de cada para validar o protocolo, confrontando-o com a prática e sendo feitos os reajustes necessários. Tudo por 10 dias, que é a quantidade que o material arrecadado pode suportar. Junto a isso, soma-se a forte pressão dos estudantes para que o governo do Estado banque a partir de então os insumos, possibilitando o retorno às aulas de todos os estudantes de enfermagem, seguindo estritamente o protocolo. Essa marcha dos estudantes obriga o governo a se mexer, põe a nu o absurdo de sua inércia e de seu imobilismo.

Pela abertura completa e duradoura das aulas presenciais de enfermagem na UNESPAR!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s