[RJ] Merendeiras voltam a denunciar falta de pagamento de terceirizada da Secretaria Estadual de Educação

Repercutido do monopólio de imprensa G1

Singular Gestão de Serviços LTDA, terceirizada que oferece mão de obra de merendeira e manipuladora de alimentos para as secretarias municipal e estadual de Educação, voltou a ser alvo de reclamação por parte de suas funcionárias por falta de pagamento.

Em março deste ano, um grupo formado por funcionárias e ex-funcionárias alegava que a empresa não depositou o acordo feito com ex-empregadas, nem manteve em dia o salário de quem seguia trabalhando.

Agora, funcionárias que prestam atendimento em escolas do estado alegam que não receberam o salário de março – que deveria ser depositado no começo de abril -, e não têm perspectivas de receber o abril, no começo de maio.

“Estamos novamente na mesma situação. Dizem que não têm previsão de pagamento e estamos de pés e mãos atados. As coordenadorias de Educação dizem que não podem fazer nada. Além disso, estamos com nossos tíquetes-alimentação atrasados”, diz uma funcionária que pediu para não se identificar por medo de represálias.

Outra funcionária reclama da falta de pagamento e da dificuldade em falar com a empresa. “Um ou outro que consegue e, quando falam, dizem que não sabem quando vão pagar”, disse a merendeira, que também pediu para não ser identificada.

Estado diz que pagamento está em dia

G1 entrou em contato com a Secretaria de Estado de Educação, que garantiu estar em dia com o pagamento de todas as empresas prestadoras de serviço de preparo de alimentos.

“A pasta acionará a Singular para esclarecimentos e, caso sejam comprovados o descumprimento do contrato e o atraso do pagamento de seus colaboradores, a empresa será notificada para a devida regularização”, informou a Seeduc.

A Singular Gestão de Serviços admitiu estar inadimplente com suas funcionárias, alegou problemas por causa da crise econômica, mas prometeu regularizar a situação em breve.

“A Singular informa que devido à crise que afeta a todos os setores da economia e aos atrasos no repasse das verbas, a previsão de pagamento dos salários de nossos colaboradores é para o dia 7 de maio”, respondeu ao G1 por meio de sua assessoria.

Atraso por causa da pandemia

Em março deste ano, mais de 100 ex-empregados estavam no grupo que encerrou a prestação de serviço para a empresa, fez acordo para receber a rescisão em três parcelas, mas só conseguiu receber a primeira.

Quem trabalhava para terceirizada, que oferece mão de obra de merendeira e manipuladora de alimentos para o governo do estado e para o município do Rio de Janeiro, também reclamava da falta que de pagamento.

Na época, a Singular Gestão de Serviços LTDA também confirmou os atrasos – por meio de sua assessoria de imprensa -, e reiterou quem em 17 anos de mercado era a primeira vez que isso acontecia por causa da pandemia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s