Trabalhadores em luta contra a Ebserh

Repercutido de Universidade à Esquerda

Os trabalhadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) encontram-se em luta contra a empresa e as atuais mudanças nos contratos de trabalho. Parte da indignação dos trabalhadores diz respeito ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) ter concedido uma liminar a pedido da Ebserh, interrompendo a greve declarada pela categoria no último dia 13.

As disputas dos trabalhadores estão girando em torno das negociações do novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) de 2020/2021. Um dos principais pontos de discordância dos trabalhadores no ACT é a mudança na forma de cálculo da insalubridade, com o adicional passando a ser pago em cima do salário mínimo e não mais sobre o salário-base.

A empresa argumenta que a mudança não configura um corte salarial, porém os trabalhadores afirmam que a aplicação da nova regra para pagamento da insalubridade reduz a remuneração de alguns trabalhadores em até 27%.

A Ebserh administra, hoje, 40 Hospitais Universitários Federais (HUFs) pelo país, como uma forma de gestão privada no âmbito da saúde e educação pública. 

Ontem (20), enquanto aguardavam por uma nova proposta de ACT por parte da empresa, os trabalhadores se espalharam em atos por todo o país, dia que foi chamado como Dia Nacional de Luta.

No Hospital-Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPel), o ato ocorreu nas primeiras horas da manhã. Os servidores pararam o trânsito por alguns minutos e foram às ruas com o grito “Enquanto salvamos vidas, a Ebserh quer retirar nossos direitos”.

No Hospital da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg), os trabalhadores se concentraram em frente ao Hospital para marcar sua posição e reivindicações, prometendo que realizarão mobilizações a cada semana que vier.

Na tarde de hoje (21), alguns representantes dos trabalhadores se sentam com a direção da Ebserh para  a 13ª rodada de negociação do ACT 2020/2021. Também hoje, às 20h, ocorrerá uma plenária nacional dos trabalhadores da Ebserh para discutir o processo de negociação do ACT e a continuidade de mobilizações por todo o país.

Uma comunicação dos trabalhadores à população foi divulgada, como forma de busca por apoio na luta por seus direitos, como consta a seguir:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s