[SP] Primeiro Seminário de Formação em Ribeirão Preto

No dia 26 de Julho foi realizado o primeiro Seminário de Formação em Ribeirão Preto pelos estudantes do Grupo de Trabalho Popular Pedagogia em Ação da Universidade de São Paulo – USP. Rumo ao 24° FoNEPe e ao 41° ENEPe, o seminário trouxe uma importante contribuição. O evento teve como tema central a privatização das universidades e a precarização do trabalho docente.

O seminário teve três mesas, com um convidado cada. Na primeira mesa, de situação política, um representante do jornal A Nova democracia discorreu sobre os levantes das massas estudantis contra os ataques privatistas e a precarização das escolas e universidades ao longo da história do Brasil. Explicando sobre a disputa encarniçada entre a direita do Alto Comando das Forças Armadas e a Extrema Direita de Bolsonaro, sobre as formas de subjugação de nosso país por potências estrangeiras.

Na segunda mesa, foi discutido sobre a precarização da educação pública e seus reflexos na rede municipal de Ribeirão Preto, teve como convidada a pedagoga da rede de ensino, Gilmara do Nascimento. Trazendo um pouco sobre a prática pedagógica, falando sobre a precarização do ensino público e como se encontram as escolas públicas, principalmente, a de Ribeirão Preto. Sobre o fechamento de mais de 90 salas no município, a privatização das escolas e o ataque do governo reacionário contra os professores e alunos. Descrevendo a situação deplorável das condições de trabalho, forçando, durante a pandemia, a continuar o ano letivo sem nenhum auxílio aos professores e familiares.

Na terceira mesa, foi discutido sobre a privatização da Universidade pública e a destruição do curso de pedagogia, com o convidado representando a Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia – ExNEPe. Apresentando o histórico da criação da universidade pública e todos os ataques que aconteceram desde de sua conquista pelas massas. Discorrendo sobre as resoluções que atacam a formação de professores, com as resoluções 2/2019 e a BNC-Formação. Mostrando a forte presença dos estudantes e do movimento estudantil, principalmente a ExNEPe, que está presente na luta pela gratuidade, autonomia e democracia nas universidades, contra as privatizações, precarizações e o sucateamento.

Com a mesa de encerramento, a finalização do seminário reafirmou o compromisso em aplicar o plano de lutas desenvolvido pela ExNEPe nos encontros nacionais. A continuação dos trabalhos do Comitê Sanitários de Defesa Popular na cidade e a luta pela universidade pública e gratuita, lutando ao lados dos estudantes e trabalhadores, contra os governos oportunistas, reacionários e genocidas militares. Colocando a Universidade e serviço do povo.

Ao fim do evento os presentes entoaram com vigor as palavras de ordem: “A ExNEPe é pra lutar, o imobilismo não vai nos segurar” e “Derrubar os muros da universidade, servindo ao povo no campo e na cidade”.

ABAIXO À BNC-FORMAÇÃO!

ABAIXO À BASE DA POLÍCIA MILITAR NA USP-RP!

DEFENDER A UNIVERSIDADE PÚBLICA E GRATUITA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s