[PR] Estudantes de Pedagogia em Laranjeiras do Sul comemoram o Dia 23, Dia Nacional de Luta dos Estudantes de Pedagogia

No dia 23 de novembro, estudantes de Pedagogia da Universidade Federal da Fronteira Sul realizaram uma atividade presencial na Praça do Laranjinha, em comemoração aos 10 anos da Vitoriosa Greve de Ocupação realizada pelos estudantes na Universidade Federal de Rondônia (UNIR) que, no dia 23 de novembro de 2011, resultou na renúncia do então reitor Januário.

Na atividade foi lido um panfleto (segue abaixo) escrito pela Executiva Paranaense dos Estudantes de Pedagogia e pelo Centro Acadêmico de Pedagogia Anita Garibaldi (da
Universidade Federal da Fronteira Sul, campus Laranjeiras do Sul) denunciando o gerenciamento genocida de Bolsonaro e generais no período da pandemia e como isso tem se expressado, em particular, nas Universidades, com o fechamento de suas portas, do Restaurante Universitário (RU), a implementação da Educação à Distância etc. Foi ressaltada a importância da Ocupação na UNIR, tomando a mesma como experiência histórica e exemplo para a luta dos estudantes atualmente, em que as Universidades têm sofrido grandes chances de não reabrir suas portas, se não pela mobilização contundente, combativa e independente dos estudantes, tomando a ocupação como a forma mais adequada de travar essa luta no momento.

Os estudantes fizeram cartazes apresentando suas demandas e colocaram nas grades do Ginásio de Esportes Laranjinha, exigindo a imediata reabertura do RU, a retomada das aulas presenciais, denunciando a BNCC e a BNC – Formação Docente, apoiando a Greve da UNIR e saudando a Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia e a Executiva Paranaense dos Estudantes de Pedagogia. Por último, foram puxadas palavras de ordem na frente dos cartazes em praça pública.

Como conclusão da comemoração do dia 23, os estudantes fizeram colagem de cartazes em pontos de ônibus no centro da cidade exigindo ainda a reabertura imediata das universidades, defendendo o ensino público e gratuito e contra o corte de verbas.

DERRUBAR OS MUROS DAS UNIVERSIDADES, SERVIR AO POVO, DO CAMPO E DA CIDADE!
VIVA O 23 DE NOVEMBRO E OS 10 ANOS DA VITORIOSA GREVE DA UNIR!
VIVA O MOVIMENTO ESTUDANTIL COMBATIVO E INDEPENDENTE!


Panfleto lido no evento:

Contra o corte de verbas na educação!
Pelo pagamento das bolsas do PIBID!

Com a pandemia do COVID-19 o governo de Bolsonaro e generais aproveitaram o estado de calamidade em que se encontra o país e o mundo para aprovar reformas que atacam os direitos dos trabalhadores, aprovar cortes de verbas em diversas áreas, além de todos os escândalos de desvio de dinheiro, rachadinhas e gastos esdrúxulos com banquetes superfaturados. Enquanto isso, o povo brasileiro fica abandonado à sua própria sorte, com hospitais lotados, desemprego, aumento do preço dos alimentos e do gás, atraso para o início da vacinação, etc.
Na educação o cenário não é diferente, as universidades e escolas tiveram suas aulas suspensas rapidamente, substituindo as aulas presenciais por atividades remotas e/ ou “aulas” online, como se fossem equivalentes. As crianças passaram todas de ano em 2020 compulsoriamente, sem praticamente frequentarem suas escolas, as universidades no Brasil todo seguiram seus cronogramas de aulas como se nada tivesse ocorrido, inclusive realizando laboratórios e aulas práticas de forma online (!!) nos cursos de Química, Biologia, Física etc.

Por mais que no início da pandemia se colocava como necessidade a suspensão das aulas presenciais para evitar a disseminação do vírus, suspender as aulas presenciais não deveria ser o mesmo que a Universidade fechar suas portas: nesse período ela deveria ter aberto mais ainda seu acesso, realizando produção e distribuição de máscaras, álcool-gel, sabão; realizado pesquisa de extensão para compreender e auxiliar nas dificuldades que o povo brasileiro tem passado durante a pandemia; expandido o acesso ao Restaurante Universitário (RU), ou garantido marmitas para os estudantes com vulnerabilidade socioeconômica; garantido reforço escolar para os filhos do povo, através de seus cursos de pedagogia e licenciaturas.

Contudo, as universidades têm virado, cada vez mais as costas ao povo e aos seus estudantes, tem se colocado em um bolha, com a suposta desculpa de evitar a transmissão do COVID-19; mas, suas desculpas chegaram em um impasse: o povo não deixou de trabalhar, a vacina anda a passos acelerados, as crianças e os jovens já retornaram às aulas (!), enquanto os estudantes universitários continuam sem acesso ao campus, sem acesso a aulas presenciais e sem acesso ao RU. O que justifica isso, se não a vontade do governo de manter o Ensino à Distância como norma? “Ensino” este que possibilita mais ainda o sucateamento da educação, permitindo menos investimento nas universidades, mais alunos por professor, ausência de gastos para manutenção da estrutura física da universidade etc.

Uma das poucas atividades universitárias que têm sido realizadas de forma presencial
durante a pandemia eram as aulas de reforço escolar, às crianças da rede pública, realizadas pelos bolsistas do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência), que recebiam míseros 400 reais por mês, mas que agora estão a mais de dois meses sem receber, tendo que suspender suas atividades, ou pagar do próprio bolso a compra de materiais e o transporte para poder dar suas tão necessárias aulas. Isso tem mostrado aos estudantes a necessidade de uma ampla mobilização para poder garantir o que é seu por direito!

Tomamos o dia 23 de Novembro, Dia Nacional de Luta dos Estudantes de Pedagogia, dia em que a vitoriosa greve e ocupação da Universidade Federal do Rondônia logrou na renúncia do reitor Januário que buscava sucatear cada vez mais a universidade, como exemplo de luta e vitória da organização combativa e independente dos estudantes! Apenas com uma contundente mobilização popular, utilizando a tática de greve de ocupação é que os estudantes poderão exigir a manutenção e extensão de seus direitos!

PELA REABERTURA IMEDIATA DAS UNIVERSIDADES!
AVANTE JUVENTUDE, A LUTA É O QUE MUDA, O RESTO SÓ ILUDE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s