Retorno presencial das Universidades

Repercutido de Universidade à Esquerda

Na pandemia, grande parte das universidades federais mantiveram as aulas de graduação e pós-graduação sob ensino remoto, com exceção de algumas atividades práticas em laboratórios e hospitais, em especial nos cursos da saúde que continuaram em caráter presencial. Agora, com o ritmo da vacinação acelerado em alguns estados e as médias de casos ativos diminuindo, muitas universidades discutem a volta presencial.

O planejamento da retomada é variado de acordo com cada instituição, com voltas graduais e com a ampla adoção pelo ensino híbrido nas IES ao invés do retorno completamente presencial. No jornal, foram realizados alguns debates sobre as implicações do retorno híbrido, tal como a discussão realizada por Selma Venco.

Com a possibilidade de retomada presencial em vista, as condições de permanência dos estudantes para esse retorno surgem com mais força, como ocorreu na semana passada na Universidade Federal de Viçosa (UFV), onde os estudantes realizaram na um protesto contra a política de reajustes de preços no Restaurante Universitário (RU), depois de a instituição debater sobre os cortes orçamentários e apresentar uma proposta de aumento do valor das refeições. A proposta é que de R$ 1,90 o bandejão passe a custar R$ 9 reais, um aumento de 374%.

Mesmo com os calendários que continuam sem prazo de retomada tem o horizonte da volta presencial no ano de 2022. Confira abaixo como está o planejamento de retomada presencial das Universidades Federais:

Universidade Federal de São Carlos (UFScar): Aprovou um plano de retomada das atividades presenciais em julho, mas por enquanto não oferece ensino presencial.

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp): Apenas ensino remoto. Estima que a volta presencial ocorra somente no primeiro semestre de 2022, em abril.

Universidade de São Paulo (USP): A previsão de retomada das aulas presenciais no dia 12 de abril de 2022.

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): Retomou as aulas presenciais parcialmente no dia 13 de outubro, optando pelo ensino híbrido.

Universidade Federal de Uberlândia (UFU): A partir de 29 de novembro, retoma aulas presenciais. Mas a definição da oferta das aulas em formato remoto, híbrido ou presencial será dos Colegiados dos cursos.

Universidade Federal de Viçosa (UFV): Prevê aulas presenciais a partir de janeiro de 2022.

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ): Decisão judicial determinou retomada do ensino presencial até 22 de novembro. Universidade prevê retomar antes, no dia 16.

Universidade Federal Fluminense (UFF): A previsão de retomada das aulas teóricas presenciais estão previstas para abril de 2022.

Universidade de Brasília (UnB): As aulas presenciais serão retomadas parcialmente, ou seja, de forma híbrida na instituição a partir do dia 17 de janeiro de 2022.

Universidade Federal de Goiás (UFG): Só vai retomar atividades presenciais a partir de 2022.

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT): Prevê atividades presenciais a partir de abril de 2022.

Universidade Federal da Bahia (UFBA): No dia 29 de novembro, a universidade anunciou que adotará o ensino híbrido, ofertando 45% das vagas do espaço físico para o retorno presencial em 07 de março 2022.

Universidade Federal da Paraíba (UFPB): O retorno das aulas presenciais na universidade estão programadas a partir de fevereiro de 2022.

Universidade Federal de Campina Grande (UFCG): Aprovou a adoção do modelo híbrido desde o início de 2021, mas aulas continuaram remotas. Sem previsão de retomada do ensino presencial.

Universidade Federal de Alagoas (UFAL): Adota o formato híbrido desde setembro de 2021, mas a maioria das aulas permanece no formato remoto.

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE): Adota o sistema híbrido desde setembro de 2021.

Universidade Federal de Sergipe (UFS): Retomou as atividades presenciais de trabalho gradualmente desde outubro.

Universidade Federal do Ceará (UFC): Prevê atividades presenciais só em 2022.

Universidade Federal do Maranhão (UFM): Adota o sistema híbrido desde setembro.

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN): Atualmente, ocorrem apenas as atividades práticas presenciais no campus. As atividades presenciais devem voltar gradativamente a partir janeiro de 2022.

Universidade Federal do Amazonas (UFAM): Prevê a retomada das aulas presenciais para janeiro de 2022.

Universidade Federal do Pará (UFPA): As atividades acadêmicas seguem o regime híbrido, com aumento gradativo do ensino presencial, respeitando a capacidade máxima de lotação de 50%.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS): As aulas presenciais estão previstas para o dia 17 de janeiro de 2022, de forma híbrida.

Universidade Federal de Pelotas (UFPel): Começou a retomar atividades práticas presenciais gradualmente em outubro.

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): Retorno das aulas presenciais no dia 18 de abril de 2022 para a graduação e para as aulas na pós-graduação a partir de 07 de março de 2022.

Universidade Federal do Paraná (UFPR): As aulas presenciais serão retomadas a partir do dia 31 de janeiro de 2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s