[PA] VIVA O VITORIOSO 25º EPEPE!

Retomando o caminho estudantil da luta, da independência e do classismo, nos dias 13 e 14 de Novembro, realizou-se em Belém, de forma presencial na Universidade Federal do Pará (UFPa) o 25º Encontro Paraense de Estudantes de Pedagogia. O encontro teve como tema principal “Imediata revogação da BNC: em defesa da autonomia universitária e da formação unitária do pedagogo” reunindo estudantes de pedagogia e outras licenciaturas da UFPA, UEPA, IFPA e UFRA, além de transmissão online feita pelo Youtube.

O primeiro dia iniciou com uma breve apresentação do evento, palestrantes e leitura do regimento interno do encontro recebendo a concordância e aprovação das normas por parte dos participantes. Em seguida foi iniciada a mesa de Situação Política de forma virtual com o palestrante Prof. Raimundo, que apresentou um histórico sobre os conflitos e a luta pela terra na região Norte desde a ditadura militar com a Guerrilha do Araguaia, até os dias atuais com o Massacre de Pau D’arco no Pará e em Rondônia com os recentes despejos nos acampamentos Tiago Campim dos Santos e Ademar Ferreira, apresentando uma importante defesa da luta camponesa na região.

Após o intervalo para o almoço foi dado início a segunda mesa com o tema “Imediata revogação da BNC: em defesa da autonomia universitária e da formação unitária do pedagogo!” tendo como palestrante de forma presencial a Profa. Dra. Eliana Felipe que apresentou sistematicamente a Resolução CNE/CP n 02/2019 abordando as Diretrizes Curriculares de Formação inicial do Professor e a BNC- Formação do Professor e sua articulação com a BNCC. A Professora defendeu que esses documentos possuem a finalidade de padronização da educação e da formação docente, impondo modelos curriculares que não foram discutidos com as universidades e comunidade acadêmica seguindo sua aprovação sem possibilidades de diálogos. Seguiu apontando que um dos interesses desse projeto é preparar o indivíduo para disputar postos no mercado de trabalho e se adequar ao quandro de concorrência internacional, se qualificando para ser “empreendedor de si mesmo”, bem como para que o sistema possa ter maior controle sobre as aprendizagens, sobre o tipo de profissional e o tipo de subjetividade que produzimos, para justamente dar concretude a esse projeto de reforma da educação básica.

Seguiu colocando que a resolução CNE/CP n 02/2019 é um projeto de longa data que vem se maturando no decorrer do tempo entre os governos, indo contra uma sólida formação teórica e prática dos professores, uma vez que esvazia a formação docente dos seus conteúdos críticos, reflexivos e humanistas, e reduz as teorias pedagógicas e sociais que servem de base para qualquer compreensão de projeto de educação, essas escolhas advêm de uma visão elitista sobre quem são os estudantes que vem para as licenciaturas, sendo que a maioria faz parte das camadas mais pobres do país. Prosseguiu colocando que esse documento também agrediu e desrespeitou a autonomia universitária, apresentando-se como uma intervenção nas instituições e no Art. 13 (deste documento) fraciona o curso de pedagogia trazendo um enorme prejuízo na formação docente, uma vez que existem etapas que constituem o professor, não existindo justificativa para essa fragmentação. Por fim, concluiu que a luta pela revogação da resolução CNE/CP n. 02/2019, implica também na luta contra a BNCC, que é urgente e precisa ser compreendida por todos.

Após as palestras do dia, foi organizado um Grupo de Discussão (GD’s), onde os estudantes colocaram suas posições a cerca do que foi debatido durante o dia. Em seguida foi realizada a votação para a conformação da Executiva Paraense dos Estudantes de Pedagogia. O primeiro dia foi finalizado com uma apresentação musical feita pelos estudantes.

O segundo dia iniciou com o Encontro Extraordinário da Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia feita de forma virtual e simultânea para os estados que estavam realizando encontros estaduais de forma concomitante. O encontro teve participação da Secretaria Nacional e do Professor convidado, Marcos Calazans, da UFOP.

Pelo período da tarde após a almoço, foi realizado um cine debate com o documentário da vitoriosa greve de ocupação da UNIR, dando seguimento para o fim do encontro.

Após o encontro, os estudantes fizeram uma vitoriosa limpeza em todo o espaço utilizado no evento e com muito ânimo e disposição, saíram do encontro mais fortalecidos sobre a necessidade da luta em defesa do retorno as aulas presenciais, realizando um vitorioso 23 de Novembro em frente a Universidade.

Confira os Melhores Momentos do Vitorioso 25º  EPEPE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s