Vitoriosa mobilização na UFGD e UEMS pela volta presencial nas universidades!

No dia 01 de Dezembro ocorreu o vitorioso dia de lutas com atividades presenciais contra os cortes e pela volta presencial nas universidades. A atividade faz parte da campanha desenvolvida pela “movimento contra os cortes educacionais e pela volta às aulas presenciais” da qual a Executiva Sul-Mato-Grossense de Estudantes de Pedagogia faz parte. O movimento surgiu em oposição ao caminho imobilista e oportunista do DCE da UEMS que tem sabotado a luta e atacado os estudantes que querem seguir o caminho combativo. Dessa forma o movimento visa unir os estudantes e professores em torno da luta combativa, presencial e ligando a pauta contra os cortes com a volta das aulas presenciais. Entendendo que a volta presencial é fundamental para a permanência dos estudantes, para combater a evasão e os demais ataques à universidade pública.

A atividade se iniciou com um combativo ato na UEMS, onde os estudantes ocuparam a reitoria pressionando para obter uma resposta da burocracia acadêmica quanto a volta presencial (que até o momento não havia nenhuma previsão de data ou como ela ocorreria), mostrando também que aquele era um espaço dos estudantes e deveria servir ao povo. A direção da universidade, com medo da mobilização, veio rapidamente atender os estudantes. Dessa forma, estes conseguiram falar com um representante da reitoria na hora, expondo as exigências e conseguindo garantir uma reunião com o reitor para negociar as pautas.

Debate sobre BNCC na UFGD

Já no período da tarde, a atividade continuou na UFGD, onde foi realizada uma aula pública com o professor Alcimar com o tema “BNCC e o tecnicismo na educação”. Além disso, foi feito um debate sobre a volta presencial e o papel da universidade e dos intelectuais na sociedade, tendo por base a leitura do editorial do jornal A Nova Democracia “Universidades de costas para o povo”. O ato foi muito vitorioso e serviu para levantar essa pauta também na Universidade Federal da Grande Dourados, que apesar de já ter aprovado uma data para a volta presencial em Fevereiro, esta está em risco tendo o interventor declarado que “não há verbas para voltar ano que vem”.

Após essa importante atividade, foi realizada uma reunião com o reitor da UEMS e grupo de pró-reitores onde se avançou na discussão de pautas dos estudantes como a abertura do RU, da biblioteca e foi conquistado a participação no conselho de onde se decidirá pelo retorno presencial. Nesta reunião, foi aprovado a volta presencial para Março, onde a intervenção combativa da executiva e CA de pedagogia teve importante papel em isolar as posições que visavam manter o fechamento da universidade.

Reunião presencial com reitor da UEMS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s