População em situação de rua cresce 31% em 2 anos na cidade de São Paulo

Com informações de ANDES – Associação Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior

Aumenta a quantidade de pessoas que vivem em situação de rua na cidade de São Paulo. O número saltou de 24.344 para 31.884 no final de 2021, o que corresponde a um acréscimo de 31%, segundo o Censo da População em Situação de Rua, feito pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) da prefeitura.

Em comparação com outras cidades grandes, estes dados assustam pelo excesso. Na cidade do Rio de Janeiro, o total de pessoas que vivem nas ruas é 7272, quantidade menor do que o aumento sofrido na cidade paulista, que somou 7540 desabrigados nesses dois anos, de 2019 para 2021. A mesma comparação pode ser feita com outros municípios de São Paulo e o resultado é que, em 645 cidades, 69,6% tem uma quantidade menor de moradores de rua.

Ademais, outros pontos demonstraram ser relevantes. Os dados constatam que aumentou o número de entrevistados que dizem ter em sua empresa alguém da família: de 20% em 2019 para 28,6% em 2021. O percentual de pessoas em situação de rua do sexo feminino passou de 14,8% do total em 2019 para 16,6% em 2021. A população trans/travesti/agênero/não binário/outros também aumentou, ao passar de 2,7% em 2019 para 3,1% em 2021. A maioria das pessoas que vivem em situação de rua é do gênero masculino, com idade média de 41,7 anos em 2021. Do total de pessoas em situação de rua na capital paulista, 70,8% são pretos ou pardos.O levantamento mostrou que 96,44% das pessoas em situação de rua na cidade são nascidas no Brasil e apenas 3,56% são estrangeiros. Do total, 39,2% das pessoas são naturais da capital paulista, 19,86% são de outras cidades do estado de São Paulo e 40,94% são naturais de outros estados do Brasil. As pessoas de outros estados são oriundas principalmente da Bahia, 8,47%, Minas Gerais, 5,44% e Pernambuco, 5,28%. O principal motivo que trouxe 52% das pessoas não naturais de São Paulo para a cidade foi a busca por trabalho ou emprego.

Já os dados sobre educação mostram que 93,5% das pessoas em situação de rua na cidade frequentaram escola, 92,9% sabem ler e escrever, 4,2% concluíram o ensino superior, 21,4% têm ensino médio completo e 15,3% concluíram o ensino fundamental.

Motivos 

Questionados sobre o motivo de estarem em situação de rua, os entrevistados citaram os conflitos familiares (34,7%), a dependência de álcool e outras drogas (29,5%) e a perda de trabalho/renda (28,4%). Também foi abordado pela pesquisa que 42,8% não trabalham, 33,9% estão vivendo de bicos, 16,7% trabalham por conta própria, 3,9% estão empregados sem registro em carteira e 2,2% empregados com registro em carteira.

A maioria (92,3%) expressa desejo de sair das ruas. Quando indagadas sobre o que faria com que elas deixassem as ruas, 45,7% das pessoas respondeu que um emprego fixo, seguido de moradia (23,1%), retornar para a casa de familiares ou resolver conflitos (8,1%), superar a dependência de álcool e outras drogas (6,7%).

Apesar dos dados subestimarem a real quantidade de moradores de rua nas cidades, o levantamento expressa o agravamento da crise geral que vive nosso país, que tem atingido a população de forma cada vez mais agressiva, com a recessão, a inflação e o desemprego. A situação tem lançado milhões à miséria e à fome e notícias relatando pessoas procurando comida no lixo têm repercutido com cada vez mais frequência. Ao mesmo tempo, os militarem são denunciados por utilizarem verba do combate ao coronavírus para comprar toneladas de whisky e picanha. Essas massas não têm nada a perder e a tendência é que eclodam rebeliões combativas e independentes de norte a sul! A defesa de condições de vida dignas e dos direitos mais básicos da população só poderá ser feita pela luta popular!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s