Moção de solidariedade aos professores da rede municipal de Goiânia.

A Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia manifesta solidariedade à categoria da rede municipal de Goiânia e repudiamos as agressões realizadas no último dia 31/03 por parte da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e sua Ronda Ostensiva (ROMU) a categoria.

A categoria estava em seu justo direito à greve desde o dia 15 de março, reivindicando o pagamento do Piso Profissional Nacional da Educação dos professores e pelo pagamento da data-base para os servidores administrativos de 2020, 2021 e 2022. E durante um ato, em uma ação covarde, típica do aparato repressivo do Estado, a GCM e ROMU agrediram uma professora com soco no rosto, spray de pimenta e pisaram na cabeça de quem estava sendo preso injustamente.

Manifestamos nossa solidariedade afirmando a justeza da greve dos trabalhadores da educação e nos somamos a campanha nacional pela punição da GCM e ROMU.

Manifestamos, também, nosso repúdio à política do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) de armar com fuzis a GCM. Enquanto afirma que não há orçamento para atender as reivindicações da categoria, destina 300 mil reais para a compra de armamento, clara demonstração de como este prefeito quer tratar as lutas populares da cidade.

Por fim, saudamos a altivez da categoria por ter mantido firme a greve por mais de 20 dias, demonstrando o que a EXNEPe sempre afirma de que com luta presencial é que se conquista e defende nossos direitos.

Viva a greve das/os professoras/es e administrativos de Goiânia!

Viva a luta presencial!

Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s