[PR] VITORIOSO PÓS- 41º ENEPE EM LARANJEIRAS DO SUL

No dia 09/06 os estudantes de pedagogia da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Laranjeiras do Sul, realizaram seu vitorioso Pós- 41º ENEPe. O evento foi conduzido por seis estudantes que foram no 41º ENEPe no Rio de Janeiro, e foi apresentado, mesa por mesa, o que foi debatido no RJ. O evento recebeu apoio dos professores do curso, que cederam o tempo de suas aulas para o importante debate, contando com a presença de mais de 60 estudantes de pedagogia.

Os estudantes apresentaram a importância das aulas presenciais e da reabertura das Universidades, reconhecendo a eficácia das vacinas e o papel que as Universidades deveriam ter tido durante o período pandêmico. Discutiram como o governo utilizou a COVID-19 para implementar propostas privatistas nas Universidades, principalmente com o Ensino a Distância e, atualmente, com o Ensino Híbrido.

Além disso, no meio de maio, foi feito um mural com as fotos do 41º ENEPe, que ficou exposto na UFFS, como forma de agradecer a todos que ajudaram na campanha de arrecadação comprando bombons e chás.

Ainda no dia 09/06, também foi debatido como os cortes vêm afetando a UFFS, em especial quanto à alimentação dos estudantes, em que o Restaurante Universitário ficou uma noite sem servir janta, pois “a empresa estava tendo prejuízos” com o serviço. Os estudantes rechaçaram o comportamento da empresa de negar o direito deles de se alimentar, e se posicionaram: não vamos pagar mais do que já pagamos pelas refeições! O Estado que aumente o subsídio da empresa de refeições! Existem Universidades que pagam R$0,70 por refeição, por que nós pagamos R$2,50? Será se não tem mesmo dinheiro? Tem sim! Todos pagamos nossos impostos, a Universidade é sustentada pelo dinheiro do povo, os subsídios que a empresa de refeições recebe do Estado vem do suor do povo trabalhador! É nosso direito nos alimentarmos de forma saudável e barata! Não aceitaremos nenhum direito a menos!

Por fim, os estudantes fizeram um vídeo se posicionando contrários aos cortes de verbas na educação, colocando-se de acordo com a proposta da ExNEPe de greves de ocupação como a mais efetiva tática de resistência dos estudantes. E depois deixaram as faixas com os dizeres “Abaixo o corte de verbas, defender a universidade pública e gratuita” e “Abaixo a PEC 206/19, defender a universidade com unhas e dentes” presas no prédio onde ocorrem as aulas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s