[PE]: Plenária contra PEC 206/2019 realizada no Centro de Educação

A necessidade grita mais alto que os trovões!

Na última sexta-feira (27), foi realizada uma Plenária no Centro de Educação da Universidade Federal de Pernambuco. O evento contou com a presença de estudantes de pedagogia e também de outras licenciaturas, tendo como objetivo debater urgentemente os rumos do movimento estudantil diante de mais um dos ataques do governo militar de Bolsonaro e generais contra o ensino público superior, principalmente no que tange a sua gratuidade, rechaçando a proposta apresentada pelos reacionários Kim Kataguiri e general Peternelli que estabelece a cobrança de mensalidades nas universidades públicas brasileiras através da PEC 206/2019.

A realização da Plenária deu-se num momento em que a Região Metropolitana do Recife se encontra caoticamente arrasada pelas intensas chuvas que acontecem anualmente, atingindo as populações mais empobrecidas e deixando centenas de desabrigados, onde os estudantes denunciaram a situação como resultado de mais um crime de Estado. No decorrer da exposição da Plenária, foi enfatizada as posições da Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia acerca do processo de privatização das universidades públicas em curso, cuja essência de tal projeto se encontra a Educação à Distância como seu carro-chefe, ou seja, de que estava claro como a luz do dia que apenas há um caminho para a luta pela garantia da gratuidade do ensino público superior: o combate sem quartel a imposição da EaD, assim como a persistente batalha pelas aulas 100% presenciais.

Dentro do contexto de disparada de matrículas no setor privado, a imposição da EaD se deu para acelerar o processo de privatização através do esvaziamento do espaço das universidades, caindo como uma luva até mesmo para justificar os cortes orçamentários, tendo como culminação o expulsar dos estudantes pobres motivado pelos cortes de bolsas e o esgotamento físico e psicológico decorridos da carga das “atividades síncronas” e “assíncronas” pesadas sobre os nossos ombros.

A Plenária prosseguiu com um debate entre todos os estudantes acerca da situação nacional, sendo notavelmente ilustre o espírito armipotente que aqueceu a animosidade dos participantes da atividade. A certeza da vitória se demonstrava no reslumbrar de cada sorriso e a resistência vital fundava-se no franzir das sobrancelhas de cada afirmação posta. Em tempos onde os perigos parecem pântanos nebulosos, o otimismo não só existe como é imprescindível para as grandes perspectivas que o acompanham. É a chama que alimenta o compromisso.

Em seguida, foi exposto as lutas travadas pela ExNEPe, sendo uma delas a sagrada e elementar conquista da gratuidade do ensino público superior, tão sensível aos estudantes. Foi destacado que a gratuidade foi conquistada com luta classista e independente, e sendo assim, logicamente, só pode continuar sendo garantida através do caminho da luta, tendo seus estudantes ocupando o espaço das universidades, afirmando que a necessidade dos estudantes lutarem pelas aulas 100% presenciais não é por mero desejo academicista e sim por ser a única forma de barrar o processo de privatização. Finalizando a exposição da primeira pauta do evento, foi afirmado a indispensabilidade de se inspirar cada vez mais nas rebeliões dos povos no campo e nas favelas, e desta forma, colocar as universidades públicas como trincheiras da luta de classes do nosso país através do impulsionamento da Greve de Ocupação!

Durante a realização da Plenária, a Universidade Federal de Pernambuco anunciou o cancelamento de todas as atividades presenciais daquele dia por conta das intensas chuvas, porém os estudantes assumiram o compromisso de continuar realizando o evento dentro do espaço da universidade em decorrência da urgência e da importância que cumpre, pois a necessidade grita mais alto que os trovões! A repentina queda de temperatura anunciava os 100mm de chuva que já se desmanchava nas árvores antes de atingir o concreto, também avisava o fim desta vitoriosa atividade, assim como também chegava ao fim mais um dia de luta, sendo deliberados, unanimemente, uma série de atividades estudantis compromissadas com a defesa classista, combativa e independente da gratuidade do ensino público superior!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s